Início » Trabalho » 4 dicas para liderar no trabalho remoto 

4 dicas para liderar no trabalho remoto 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O trabalho remoto veio para ficar. Durante a pandemia, muitas empresas optaram pelo home office para manter as equipes seguras e produtivas. Desde então, este formato tem sido abraçado por várias companhias ao redor do mundo, que perceberam que o trabalho não precisa ser presencial para trazer bons resultados. 

Mas, liderar uma equipe à distância pode não ser tarefa fácil. Por isso, preparamos quatro dicas importantes para quem precisa gerir um time remoto de forma eficiente. 

1 – Menos controle, mais autonomia 

Em primeiro lugar, é preciso compreender que não basta replicar a forma de gestão do trabalho tradicional. Ou seja, a liderança tem que ser pensada para o modelo à distância, em que a flexibilidade é uma das suas principais vantagens. 

Dessa forma, a gestão deve ser menos baseada em comando e controle, e mais focada em autonomia, liberdade e confiança. O líder no trabalho remoto não deve ser controlador e vigiar cada passo da equipe. A ideia aqui é ressaltar a entrega de tarefas dentro do prazo, e não tanto o número de horas trabalhadas por dia. 

2 – Comunicação assertiva e eficaz 

A distância física da equipe exige uma comunicação ainda mais assertiva e eficaz. O líder precisa deixar claro, entre outros fatores, as expectativas de entregas, metas e prazos, assim como comportamentos aceitáveis, ou não, no ambiente virtual. É importante também pontuar por quais meios a equipe deve entrar em contato, e saber de que forma e quando os colaboradores preferem ser acessados. 

3 – Feedbacks são essenciais 

Seu time precisa saber os resultados daquilo que entrega. Por isso, invista em feedbacks construtivos e no reconhecimento do trabalho bem-feito, o que deve manter a equipe motivada e produtiva. Além disso, uma rotina de feedbacks ajuda a criar vínculos entre o gestor e seus colaboradores, que se sentem mais seguros quando percebem um líder presente e colaborativo. 

4 – Escuta ativa e empatia 

É dever do líder conhecer sua equipe, entender o que está acontecendo e como pode ajudar. Para isso, invista na escuta ativa. Deixe as pessoas falarem sobre suas motivações, dificuldades e desafios. Dessa forma, o gestor também consegue se planejar, recalcular rotas e objetivos. 

Além disso, é importante ter empatia e respeitar as individualidades de cada um. As pessoas precisam de segurança emocional para seguirem no trabalho com disposição e produtividade. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.